Solenidade de Cristo Rei do Universo

22 de novembro de 2020 às 11:04 AM

(Foto: cathopic.com)

 

“Vinde benditos de meu Pai”

 

Pe. Francisco José Lemes Gonçalves – Encerramos, com esta Solenidade ao Senhor, o Ano Litúrgico da Igreja e no próximo domingo, PRIMEIRO DO ADVENTO, iniciaremos o Ano Novo Litúrgico da Igreja, nos preparando com Maria e José para a festa da Encarnação de Jesus, o Filho Eterno do Pai! Queremos ser gratos a Deus por esta Ano Litúrgico, particularmente extraordinário devido à pandemia. Tempos difíceis aos quais pudemos experimentar as ações de Deus em nossa vida. Que saiamos melhores de tudo isso e que muitos tenham redescoberto o caminho da verdadeira fé.

 

Para essa Solenidade nos é proposto o evangelho de Mateus (25, 31ss). Segundo essa passagem Jesus nos julgará pelo bem que fizermos àqueles que passam pelas adversidades da vida: nessas pessoas está Jesus sofredor e, ao socorrê-las, socorremos ao próprio Jesus. Por isso, devemos estar atentos e vigilantes, pois se desprezarmos um destes sofredores, desprezamos o próprio Jesus. Quando rezamos a jaculatória “Jesus manso e humilde… fazei o nosso coração semelhante ao vosso”, é justamente para que, ao nos depararmos com aqueles que sofrem, tenhamos um coração semelhante ao do próprio Jesus; então veremos a Cristo na pessoa desfigurada pela dor e nossa ação será por puro amor! Quando estivermos diante de seu trono de glória, seremos chamados de “Benditos do Pai” e reinaremos com ele na eternidade!

 

Agora… se desprezamos, julgamos, fazemos para receber em troca, fazemos para desencargo de consciência, fazemos para que outros nos vejam fazer e mereçamos elogios e lugares de honra… agiremos com injustiça e não ouviremos o “bendito de meu Pai”, mas seremos afastados e teremos a sorte dos injustos: o inferno, onde haverá choro e ranger de dentes, distantes da luz de Deus e de seu eterno convívio. Esforcemo-nos por fazer o bem e, para isso, entremos na escola de Maria em seu Santuário de Schoenstatt; ali ela nos ensina as lições de seu Divino Filho e nos forma à sua imagem e com ela percorremos o mundo levando a presença de Jesus.

 

Nossa saudação a todos os fiéis leigos e leigas que nesta Solenidade são lembrados pelo seu empenho na evangelização e testemunhas de seu batismo nas diversas realidades vividas. Sejam essa presença real de Cristo no serviço solidário e fraterno aos que sofrem as consequências dessa pandemia e de outras situações da vida.

 

fonte: schoenstatt.org.br

Compartilhe

© 2021 Schoenstatt. Todos Direitos Reservados

Weblite